Informação sobre glaucoma, causas, sintomas e tratamento do glaucoma, identificando o diagnóstico de glaucoma primário, secundário, de ãngulo aberto e fechado, com dicas que permitam a cada pessoa identificar este problema em fase prematura.


terça-feira, 31 de julho de 2012

Glaucoma primário de ângulo aberto

O tipo mais comum é o glaucoma primário de ângulo aberto, frequentemente assintomático. Uma das causas pode ser uma obstrução do escoamento do humor aquoso do olho. O humor aquoso é produzido no corpo ciliar do olho, fluindo através da pupila para a câmara anterior. A malha trabecular então drena o líquido para o canal de Schlemm e finalmente para o sistema venoso. Todos os olhos possuem alguma pressão intra-ocular que é causada pela presença de alguma resistência ao fluxo do humor aquoso através da malha trabecular e do canal de Schlemm. Se a pressão intraocular for alta demais (maior do que 21,5 mm Hg), a pressão nas paredes do olho resultará na compressão das estruturas oculares. Entretanto, outros factores, como perturbações no fluxo sanguíneo no nervo óptico podem interagir com a pressão intra-ocular e afectar o nervo óptico. Em um terço dos casos de glaucoma primário de ângulo aberto a pressão intra-ocular parece normal. Esses casos são chamados de glaucoma de pressão normal. Devido ao fato de exames do nervo óptico nem sempre serem realizados juntamente com medidas de pressão intra-ocular em pacientes de risco, o glaucoma de pressão normal é mais raramente diagnosticado até as condições se apresentarem adiantadas.
Índice dos artigos relativos ao Glaucoma

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL